quarta-feira, 1 de julho de 2009

João 1.1-18


João 1

1

¶ No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

2

Ele estava no princípio com Deus.

3

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

4

Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.

5

¶ E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

6

Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.

7

Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.

8

Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.

9

Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.

10

Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.

11

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.

12

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;

13

Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.

14

E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.

15

¶ João testificou dele, e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia: O que vem após mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu.

16

E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça.

17

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.

18

Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou.


Quando Fazemos a leitura desses primeiros versículos de João podemos entender a tamanha grandeza e profundidade com que o autor trabalha a vida e a obra de Jesus.
Quando em seu prólogo João relata que no principio era o verbo (Gr.Logos) ele abre um leque muito lindo sobre Jesus, onde o autor enfatiza ser Ele Jesus o "verbo" de Deus, a palavra do Pai em ação dando um nova dimensão a palavra logos (λόγος) que realmente em uma tradução direta significa palavra, mas para João não somente palavra, mas sim verbo e verbo de Deus em ação e não como os filósofos gregos tinham o logos que para eles era apenas a razão.
E João afirma que no principio Ele o logos estava com Deus e o logos era Deus e sem Ele nada do que foi feito se fez assim sendo aqui podemos comparar o texto de Gênesis 1.1 com João 1.1-3 e entender que Gênesis fala que no inicio fez Deus os céus e a terra, mas João vai mais fundo e diz que no principio o Logos ou Verbo que é Jesus já estava lá então eu posso afirmar que o primeiro versículo da Bíblia é João 1.1 visto o tamanho da revelação contida nesse texto.
E outro ponto que vale salientar é que na criação de tudo Jesus é o centro pois sem Ele nada do que foi feito se fez, ai é que eu me pergunto meu querido irmão e irmã será que a igreja precisa de "pontos de contato " para melhorar sua fé? Será que precisamos de véu santo, lenço com suor do pregador (que nojo bahhhh), rosa ungida, pasta de figo, trigo da prosperidade, fogueira santa, vale de sal e por ai vai para termos algo da parte de Deus ou ainda para termos Sua presença visto que o texto de João é enfático ao declarar que sem Ele (Jesus) nada do que foi feito se fez, ou seja, quem faz o que não existe vir a existência, quem dá a vida, quem cria o novo e faz o impossível é Jesus então o centro da mensagem tem de ser Jesus, pois todo e qualquer "ponto de contato" não passa de pura idolatria sendo que apenas Jesus é quem pode dar verdadeira comunhão entre Deus e o homem.
O relato de João segue afirmando que as trevas não compreendem a luz e que Jesus é a luz e ai podemos fazer o seguinte paralelo onde paremos e analisemos o comportamento de Jesus e o que Ele ensinou sobre como deve ser nosso comportamento e conduta diante do mundo e pensemos nas conseqüências desses comportamentos em nossa sociedade, para uma ótica deturpada como a da sociedade em que nós vivemos é simplesmente impossível aceitar conceitos como bondade, paz, perdão, amor e ai fica mais claro as palavras de Jesus quando este fala que aquele que quiser ganhar sua vida irá perde-la, mas que aquele que perder sua vida por amor a Ele a ira encontrar, pois Jesus sabia que esse tipo de comportamento correto acarretaria sérios problemas a quem os tiver.

Porque de fato as trevas e aqueles que têm seus olhos escurecidos pelo pecado não conseguem ver que só existe vida verdadeira em Jesus e em sua Luz sendo que é muito difícil quando olhamos por essa ótica aceitar o comportamento de alguns pastores e lideres evangélicos envolvidos nos mais sórdidos escândalos e que ainda para justificar suas atitudes fazem uso da expressão que estão sofrendo um “ataque do inimigo” Jesus é a luz dos homens e se andarmos na luz como ele está na luz poderemos livremente fazer menção da nossa fé coisa esta que muitos já não podem, pois tem muitas obras ocultas em trevas.

Outro ponto super interessante é o fato de João deixar que claro que o outro João o Batista não era a luz, mas que ele apenas testificaria da luz, em nossos dias muitos lideres não tem mais anunciado a Jesus, mas sim tem anunciado a si próprio com a justificativa de que realizam milagres curas e sinais, mais ai fica a questão quem é que deve ser mesmo anunciado?

Amado irmão se a sua motivação de ir a igreja é porque banda A ou banda B vai tocar ou que pregador X ou pregador Y vai estar lá você pode estar sendo apenas mais um idólatra que tem como motivação para estar na casa de Deus o fato de ter alguém importante lá, tudo meus queridos deve apontar para Jesus Ele deve ser o centro de tudo se um grupo ou um pregador aparecer mais que Jesus corremos o risco de ser idolatras.

João continua seu relato descrevendo que Jesus veio para os seus e os seus não o receberam, mas que aqueles que o recebem deram-lhe o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, os que crêem em seu nome.

As expectativas dos judeus a respeito do messias eram bem diferentes da forma como Jesus veio ao mundo, eles esperavam um messias que viesse julgando os ímpios e restaurando a Israel não um homem simples que andasse entre ladrões e prostitutas, Jesus e sua simplicidade era inaceitável para os judeus da época não podia ser um filho de carpinteiro o que haveria de resgatar a Israel e assim aqueles homens rechaçaram a idéia de Jesus ser o Messias e assim ficou por Deus aberta a oportunidade de todo homem se tornar seu filho mediante o reconhecimento do nome de Jesus como Senhor e Salvador pessoal.

E ele culmina esse breve inicio dando uma das mais lindas dimensões a obra de Jesus Cristo, onde ele declara que a lei veio por Moises, mas a graça e a verdade vieram por Jesus e ao declarar isso fica claro que sem a graça é impossível se entender ou se praticar a lei um exemplo disto é quando uma mulher é pega em pleno ato de adultério e os homens dizem que a lei manda que tais mulheres sejam apedrejadas e ai podemos observar que a lei realmente mata é dura fria, mas a graça é perdão é recomeço é interpretação Jesus com poucas palavras mostra a aqueles homens qual a palavra da graça naquela situação ou seja amado a igreja sempre deve olhar as pessoas com um olhar de graça e de perdão sempre com pré disposição para ensinar o caminho por onde se deve trilhar essa é a graça por graça de Jesus.

E depois de se encher dessa linda visão podemos entender porque João declara que é em Jesus que temos a revelação perfeita do Pai sendo isso o presente mais lindo que poderíamos receber a presença do Pai na maravilhosa pessoa do Filho.



2 comentários:

  1. Neste capitulo nos esta anunciado o grande impacto da manifestação da Verbo, o Logos como palavra e ação, a existencia do que sempre existiu.
    Acesse meu blog. www.vivendoteologia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Prezados Amigos
    Graça e Paz
    Hoje no Brasil estamos passando por uma situação em que a atenção, atuação e o exercício da cidadania por parte dos que seguem a nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo são muito importantes.
    O Brasil está entregue a um governo que não segue os princípios de ética, honestidade e moralidade que deveria ter,
    Em nosso Congresso Nacional tramitam leis que tornarão crime dizermos do púlpito que o homossexualismo desagrada a Deus.
    Ministros do governo participam de marchas pela legalização do uso de drogas, livre prática do homossexualismo e aborto.
    Como cristãos, tal como os profetas do Antigo Testamento, devemos profetizar contra estas autoridades, demonstrarmos nossa indignação e revolta.
    Alem de orar pedido que Deus tenha misericórdia de nossa nação e que toque o coração de nossos governantes para que entreguem seus corações a Deus, desenvolvi um blog onde comento os desatinos de nossa política.
    Conto com a participação dos irmãos em Cristo no Blog Brasil Liberdade e Democracia, http://brasillivreedemocrata.blogspot.com

    ResponderExcluir